Domingo, Neruda e Você.

      Domingo, outono, as folhas secas cobrem o quintal. A promessa da renovação que se anuncia nesta estação. O sol pálido seca lentamente o meu rosto. É a lembrança de seus olhos. Penso em Neruda: chegar ao outono, atravessar o inverno para no verão dormir com os olhos da amada, abrindo mão, assim, da primavera. O vento sopra em meus cabelos, distraio-me com o passarinho preguiçoso que desperta no varal e as roupas úmidas que insistem em secar lentamente. Como vou trabalhar amanhã? Uma nuvem transitória timidamente se aproxima: vem chuva! E você?
         Domingo, outono, Neruda e você em mim... ainda.
(domingo, 14/05, tarde de outono)


Te amo sem saber como, nem quando, nem onde
Te amo directamente sem problemas nem orgulho:
Assim te amo porque não sei amar de outra maneira.
Pablo Neruda

7 comentários:

Marcelo A. disse...

Deu pra perceber que Neruda é aquele que lhe fala mais forte, né? Já eu, sou caidinho pelo Quintana.

Linto texto, pra variar. Amei! :)

amor.com disse...

Marcelo obrigada pelo carinho. Eu acho o Quintana um fofo! Adoro seus poemas, mas estou na minha fase Neruda o que daqui a pouco muda. KKKK
Bjks

Beta disse...

Só o amor é capaz de construir uma poesia como a sua, de refletir em poesias sentimentos profundos.
Você é um ser humano especial e muito sensível.
Gosto muito do seu blog. Gosto muito de você.
Beijos

PerpLife - PerLusion disse...

O você é o que falta. A presênça tão intensa e tão difícil de esquecer. Simplesmente se ama, sem saber o porquê. E é isso que faz do amor um sentimento tão especial.
Abraços

Kamila disse...

Dinda, que lindo! Você tá arrasando demais, tem que escrever um livro, rs. Te amo! Kamila

Gustavo Paes disse...

obrigado pelos comentários...
gostei do seu blog tbm! to seguindo...
"as roupas úmidas que insistem em secar lentamente": mt bonito...
abraço

kelly dias disse...

Muitoo romântica...que gostoso o seu poema.
Amiga,tá lindo!!!!
Bjuuuus,tô seguindo...

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...